Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Meu Diário
11/12/2015 17h19
CONEXÃO TARJA PRETA

Fiz inúmeras tentativas em vão,de conectar o fio no celular. Eu estava distraída conversando com minha filha e demorei para perceber que minha mão esquerda não estava segurando o celular,mas uma caixa de rivotril.
Demos muita gargalhada,mas fato é que tentei durante todo o dia,doar ou dar para alguém,essa caixa de comprimidos que ( graças ao bom Deus ) nem cheguei a abrir.
O farmaceutico se negou a pegar,o hospital Amparo maternal também não quis pegar ( falei com a coordenadora,assistente,psicóloga) mas nada...Não obtive sucesso e voltei para casa com uma caixa tarja preta fechadinha na bolsa,e com tres meses de prazo para vencer.
Para descartar esse medicamento ( conforme instrução do farmaceutico ) vou ter que primeiro, me desfazer de todos os comprimidos,para então amassar a caixinha e jogar fora. Tá bão ?

                                                    maat / 2015
 

 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 11/12/2015 às 17h19