Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Meu Diário
16/12/2015 21h21
COM A BARRIGA NA PIA E A CABEÇA NO CÉU

Lavei tanta panela,tanta louça suja, que fiquei aerada.
Minha cabeça repetia insistentemente um único mantra : faça com amor,faça com amor...faça com amor...

A barriga apoiada na pedra molhada da pia,e respingada de água,molho e sabão,resmungava ( pelos movimentos do meu intestino) palavras ininteligíveis.

O sacro ofício mexeu com meu espírito : mentalizei uma oração,depois outra e outra...Só parei depois da última panela,do último prato sujo.
Faça com amor...E assim é !

                                             Maat / 2015

 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 16/12/2015 às 21h21
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.