Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Meu Diário
18/12/2015 23h25
DIA DE TEMPERO

DIA DE TEMPERO  

Dia de fazer tempero,também é dia de purificação.
Descasco cebolas chorando que nem criança. Os olhos ficam limpinhos,brilhando.
Descasco a cabeça de alho grão por grão e fico tão impregnada com a catinga que espanto qualquer obsessor do astral.Nenhum espirito impuro ousa se aproximar de mim.

Depois que tudo está bem batido no liquidificador,jogo sal com as mãos e toda energia impura é transmutada ( os cristais de sal emanam raios ultra violetas )
Consegui dois potes de temperos.

Chorei,fiquei fedida,polvilhada de sal,porém limpinha,limpinha (no físico,astral e espiritual)

                                           Maat / 2015
 

 



 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 18/12/2015 às 23h25
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.